= Abelha Guaraipo =

04/10/2009 20:40

                      = ABELHA GUARAIPO MELIPONA BICOLOR SCHENKI =

                      = À ABELHA QUE DESAFIA A LÓGICA DA NATUREZA =

                   =A ÚNICA ABELHA NO MUNDO QUE TEM ATÉ 5 RAINHAS =

As pesquisas com Abelha Guaraipo, estão revelando uma organização colonial menos hierarquizadas e uma maior divisão de poder entre rainhas e operárias, as duas castas dessa espécie que vivem lado a lado. Na espécie Guaraipo quase sempre tem mais de uma rainha, evidências de um comando compartilhado, e as operárias não se mostram tam submissas.

Fato importante, no inverno as Abelhas Guaraipo diminuem a atividade, mas não param de construir internamente, havendo reserva de alimento a postura pela rainha continua.

 

= TENDÊNCIA À DIVISÃO = Nas colonias de Guaraipo, como nas de qualquer espécie de abelha, rainhas não são rebaixadas de status, nem uma operária pode ganhar o controle do ninho ou dominar colegas, como sempre tem mais de uma rainha na colônia não ocorre abelha zanganeira. O intrigante que Á Abelha Guaraipo tem como padrão ter mais de uma rainha por colônia, fato este que esta intrigando os pesquisadores desta espécie de abelha.

As Servas geram ovos tróficos que serve de alimento para as abelhas lideres, mas uma fração das operárias, as vezes engana as soberanas e bota outro tipo de ovo, o reprodutivo, que gera machos, fruto de uma forma de reprodução assexuada. Os ninhos de Guaraipo, constituem uma sociedade com uma extrutura mais flexivel, As Rainhas coordenam o trabalho, mas não mandam tanto.

Na Guaraipo há mais de uma rainha, já foi visualizado cinco rainhas em uma só colonia, nem todas as operárias são irmãs, augumas são primas ou exibem outro grau de parentesco, visto que as multiplas rainhas tendem a ser mãe e filha ou irmãs. Em compensação, para reforçar os laços familiares, cada rainha da guaraipo parece cruzar com apenas um macho.

Conhecida há mais de 160 anos, a Guaraipo é uma abelha mansa, sem ferrão, por apresentar comportamento e uma extrutura social completamente diferente e inédita, tornouse a estrela de pesquisa na região Sul do Brasil.

Em termos econômico, as Abelhas Guaraipo geram boa fonte de renda, devido a sua grande produção de mel, em caixas racionais e boa florada, chegam a produzir até 8 litros de mel ano.

A Abelha Guaraipo tem sua morada natural em ocos de árvores vivas ou mortas próximo do solo, o seu habitat natural esta fragmentado em consequencia da ação do homem, Devido o seu desmatamento, tem ocasionado isolamento das populações de Guaraipo. A ação predatória por parte dos meleires, contribui para a drástica redução populacional desta espécie, pois o seu mel é muito apreciado.

Atualmente a Guaraipo é categorizada como vulnerável na lista das espécies ameaçadas de extinção, o homem tem feito muito pouco para sua conservação.

O estudo da biologia desta espécie é essencial para a sua conservação e manejo racional, como alternativa para a sustentabilidade de populações rurais do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Essas abelhas indígena chamadas assim porque ja estavam aqui ao lado dos primeiros habitantes de nosso território. Essas abelhas são importante por vários motivos, Do ponto de vista ecológico, ajudam a preservar a biodiversidade: são grandes polinizadoras por excelência das matas brasileiras.

Para a ciência, representam um objeto de interesse único, Por serem típicas de áreas tropicais, são pouco estudadas no exterior, Esta abelha constitui uma nova e formidável linha de pesquisa. Em termos econômico essas abelhas geram receita com a produção de mel que tem bom preço em torno de 60,00 o litro, pois é um mel com caracteristicas próprias. É grande aliada da agricultura nacional graças a sua peculiaridade em polinização

São abelhas que não picam, e isso torna o seu manejo fascilitado, e as coloca na condição de polinizadoras especiais de cultura em estufas .

Em colonias de Abelha Guaraipo, sempre há mais de uma rainha, nem todas as operárias são irmãs, algumas são primas ou exibem outro grau de parentesco, visto que as múltiplas rainhas, tendem a ser mãe e filha ou irmãs. Em compensação para reforçar os laços familiares, cada rainha da guaraipo parece cruzar com apenas um macho.

Mas porque existe nas colônia de guaraipo mais rainhas, quando o padrão entre as abelhas sociais parece ser sempre de uma rainha? Ninguém sabe ainda, cogita-se que elas seriam descendentes de espécies mais primitivas, ou fruto de ambientes de pouco espaço, o que teria favorecido a coexistência de várias lideres num só ninho. É um comportamento absolutamente fora do normal em termos de rainha.

As rainhas até trabalham esporadicamente, produzem cera, como se provou por analises químicas, essa espécie de abelha e realmente fascinante, As rainhas convivem em tranquilidade, sem disputas, num mundo onde a partilha de liderança não parece ser empecilho ao desenvolvimento do grupo.

Estudos mostram que a retirada de uma rainha da colonia não altera a sua organização, Na maioria dos casos, após alguns meses, uma segunda lider é criada e aceita por todo o grupo e pelas demais rainhas já existente, Isso mostra que para essa abelha sem ferrão é mais interessante contar com múltipla chefia do que com comando único.

=ABELHA GUARAIPO RAINHAS ENGANADA=

Abase da escala socialda guaraipo tambem fornece dados igualmente extraordinarios, foi colhida evidências de que algumas operárias podem demostrar comportamento individualizado e Enganar as Rainha. Foi filmado ninho em que uma operária membro, portanto, da casta responsavel por fornecer alimento e construir as células onde as rainhas depositam o óvulo fecundado que vai gerar um descendente: A operária articula uma artimanha, Ela espera uma das rainhas botar um ovo, e depois que a lider deixa o local, coloca um ovo reprodutivo seu, e finalmente, fecha a célula As vezes, outra operária percebe a artimanha da colega contra a rainha e resolve intervir: Numa atitude igualmente individualista, devora o ovo da compamheira de casta e o da rainha e bota -ela tambem- um ovo reprodutivo. Muitas vezes uma dezena de operárias age dessa forma sucessivamente.

Em ninhos de Abelha apis melífera (africanizada que picam) é comum uma operária policiar o comportamento das demais, Não é um evento banal, mas tambem não é raro, Se nessa espécie o policiamento pretende garantir a integridade dos ovos da rainha e punir as operárias infratoras, Na Ablha Guaraipo a vigilância pode levar a uma nova transgressão, apesar da rebeldia, as operárias de Guaraipo parecem não manifestar nenhuma preferência em termos de chefia. Atendem a todas as rainhas da colônia com igual dedicação.

A estudiosos e colaboradores estão convencido de que algumas operárias de guaraipo são na verdade, especializadas em botar ovos reprodutivos, um indicativo de que a divisão interna das tarefas nessa espécie pode apresentar diferenças significativas em relação ao que ocorre nos ninhos de Apis Melífera. A partilha de funções entre as operárias da abelha de mel é feita em função basicamente da idade dos membros da colméia. Ao longo de sua breve vida ( 40 dias no verão e 140 dias no inverno ), uma operária de apis melífera desempenha todas as ou a maioria das funções reservada a essa casta. Na Abelha Guaraipo esse padrão e parcialmente mantido, mas algumas operárias parecem se dedicar quase exclusivamente a botar ovos reprodutivos.

Os estudos sobre o sistema de comunicação entre rainhas e operárias de guaraipo - conduzidos pela bióloga Carminda da Cruz - Landim, do Instiruto de Biociências da Unesp de Rio Claro, estão em fase inicial. Mas já há resultados. Constatou-se que a linguagen dessas abelhas sem ferrão é fundamentalmente de ordem química, á base de feromônios, substâncias produzidas por glândulas, como as de Dufour, as mandibulares e as tegumentárias, que sinalizam determinados comportamentos, em muitos casos de sentido sexual ou reprodutivo.

Queremos descobrir como as rainhas e as operárias se portam diante de cada substância produzidas por essas glândulas: Diz Carminda: Se enterdermos como essas espécies nativas se comportam e estruturam uma colônia, poderemos aprender a manejar melhor os ninhos de guaraipo e de outros meliponineos. Esse conhecimento pode ser de grande interesse comercial.

= Comentários do provedor do site = No meu meu entender, essas abelhas apontam para dois lados, Primitivas ou Super Adiantadas, pois estão bem organizadas em termos genético genético de todos os lados, a Abelha Guaraipo só está na lista de extinção ( as da região sul do Brasil ) Pela ação dos meleiros sem conhecimento e pela destruição de suas moradas naturais ( desmatamento ).

—————

Voltar


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!